Armadilha sonora para exterminar cigarras

O Ecospray F-65 é um produto que foi desenvolvido pelo agrônomo Tomomassa Matuo, da Unesp de Jaboticabal, e atua como armadilha sonora para atrair a matar cigarras da espécie Quesada gigas – que freqüentemente ocasionam prejuízos em cafezais.

O projeto levou quatro anos até se consolidar em um produto, e apesar de ser altamente eficiente possui um princípio de funcionamento relativamente simples.

Basicamente, o Ecospray é composto por um alto-falante – que reproduz o som/freqüência idêntico ao emitido pelos machos na época de acasalamento – e um sistema de pulverização de inseticida – que cria uma cortina tóxica para a cigarra que se aproxima do alto-falante.

O cientista explica “[…] A calda é recolhida por anteparos e redirecionada aos bicos, voltando a ser utilizada, diminuindo o consumo”. O alcance do som é de 80 metros e é possível montá-lo sobre uma carreta para cobrir uma área maior.

A principal vantagem esta relacionada ao aspecto ambiental, pois não há necessidade de contaminar todo o cafezal, eliminando-se apenas a espécie-alvo. Desta forma, preservam-se espécies benéficas, além do terreno, lençol freático e o café a ser comercializado.

Muitos cafeicultores relatam que à armadilha que lhes custou R$ 9 mil é capaz de exterminar mais de quatro mil cigarras em menos de meia hora. Dessa forma, o custo para o produtor é de aproximadamente R$ 18 por hectare/ano – muito vantajoso se comparado aos tratamentos químicos convencionais que além das desvantagens ambientais, custam de R$ 250 à 700 por hectare/ano.

________________________________________________________________

Fonte da notícia:

VALLE, W. Atração fatal. Revista Panorama rural, Rio de janeiro, n.116, p. 20-21, set. 2010.

Anúncios